domingo, 29 de junho de 2014

EL JARDIM DE LAS DELICIAS.


Eu caminhava pela rua Peru no bairro San Telmo em Buenos Aires, semana passada, quando encontrei este Restaurante/Café que me chamou a atenção da calçada. Ja estava anoitecendo e o ambiente todo iluminado por lampiões dourados e um  lustre de cristais coloridos causando um efeito magico sobre os azulejos portugueses da parede, aguçou minha curiosidade.
Havia apenas um casal bebendo vinho, e o dono do estabelecimento que veio ao meu encontro abrindo a porta e oferecendo o menu, era simpaticíssimo. Pedi um café com leite que depois de servido, começamos a conversar sobre o lugar, liberando-me para eu fazer algumas fotos.


O restaurante que já foi uma residencia no passado, possui cozinha própria e oferece uma excelente carta de vinhos e chás. Aos Domingos acontecem eventos como Saraus e apresentação de músicos. Conta também com um jardim interno para receber e promover eventos externos.
O prédio de arquitetura em estilo espanhol, moveis simples mas de bom gosto, não poderia ter outro nome senão "El Jardim de Las Delícias", localizado na Rua Peru -1024, no bairro San Telmo em Buenos Aires.


Neve em Nova Iorque

Eu estava fazendo uma incursão com alguns colegas de viagem, numa manhã fria de dezembro em Nova Iorque, quando começou a cair uma leve chuva que me fez pensar em silencio: 
"Não é possível que eu vim de tão longe pra ficar preso dentro de um albergue, por causa desta chuva!..  Eu não sei porque a primeira coisa que passa na cabeça da gente quando somos contrariados por algo, é um baita pessimismo, né mesmo? Bom, contei até dez e tratei de afastar a negatividade. "chuva cai em qualquer lugar do mundo porque não aqui em Nova Iorque?.. E também ninguém por aqui é de açúcar!"
E foi só eu fechar a boca do pensamento negativo, que aquela chuva repentina foi afinando, amenizando e quando percebemos, caia alguns pequenos flocos brancos sobre sobre nossos casacos. Claro que nos olhamos e demos aquele grito clássico: "É neve!..", que fizeram com que as pessoas, provavelmente novaiorquinos, que cruzavam por nós, dessem aquela olhada de canto de olho, um tanto surpresos e pensando: "Que babacas esses turistas!..".
O inverno se inicia no dia 21 de dezembro em Nova Iorque, estendendo-se até o dia 21 de março, sendo o mês de janeiro o período mais frio da temporada de inverno. Chegamos no dia 23 para passar o Natal e Ano Novo. Mas como nos disse o dono do albergue numa manhã em que reclamávamos do intenso frio: "É apenas o inicio do inverno!... Não está frio, vocês é que estão mal agasalhados!".
Bem, era o nosso primeiro dia em Nova Iorque e nem imaginávamos o que estava por vir, quando fomos até Boston alguns dias depois para conhecer a cidade e visitar uns amigos em Leominster: Neve, mas muita neve mesmo, que nem mesmo os conterrâneos  daqui do sul do Brasil fazem ideia do que seja a quantidade! O gelo nesta pequena cidade nas proximidades de Boston, se cristalizava sobre as calçadas e ruas formando grossas camadas onde o cuidado era pouco para não se levar um tombo daqueles. Pessoas nas ruas eram poucas, mas assim mesmo fizemos umas caminhadas para conhecer o lugar e comprar algumas bobagens nos outlets abertos e que valiam a pena.
Nosso retorno de Leominster para Boston, fizemos de trem e olhando pela janela da locomotiva em movimento, tinha-se a sensação de que iriamos ficar pelo caminho, tal era a quantidade de neve. Paisagens lindíssimas que parecia estarmos cruzando uma daquelas regiões rurais da Polônia na Segunda Gerra Mundial, vistas somente em filmes. Ruas com pouca movimentação de veículos que por vezes deslizavam no asfalto congelado, quase provocando acidentes.
De Boston tomamos um ônibus até Nova Iorque, que não estava nevando, mas ainda assim, continuava a fazer muito frio principalmente na parte da tarde para o anoitecer, quando íamos ate a pizaria em frente ao hostel, escolher o sabor do nosso jantar a 99 cent.
Bom, por que eu fiz este post?.. Porque acho importante registrar não só algumas informações técnicas sobre as viagens que fiz, mas as emoções vividas em alguns momentos com colegas que se conhece e que ficam registradas na memoria com aquela pontinha da saudades.

sábado, 28 de junho de 2014

Onde encontrar poesia.

Às vezes alguns detalhes nesta vida me chama a atenção deixando-me pensativo, seja numa folha que cai do galho de uma arvore num movimento diferente, um 'olhar familiar' no meio da multidão de desconhecidos, um som ou uma musica reconhecível que de alguma forma modifica por poucos instantes a cor, a intensidade do que está a minha volta e isto tudo me parece inexplicável, ainda que se pareça com sensações cotidianas que desconheço a razão. Somos ambíguos e temos tendencia a aceitar o inexplicável de uma forma fácil e segura. É como se a gente acordasse um dia e percebesse que todas as arvores foram enfeitadas com crochês coloridos. Talvez a unica pergunta que faríamos, fosse: Quem gastaria seu tempo para encher de mais beleza a natureza?

O feio, o bonito, o aceitável, o triste e o alegre desta vida, talvez esteja na forma como aprofundamos o nosso campo de visão sobre o que acontece a nossa volta e filtramos o que de positivo existe. O peso e a leveza são grandezas desafiadoras dentro de nossos conceitos por vezes invioláveis. Um simples gesto pode conter poesia e a poesia pode não conter nada, absolutamente nada se não tivermos profundidade para senti-la e agraciar nossa vida.

No entiendo

A FIFA suspendeu o uruguaio Luis Suárez por nove partidas, pela bizarra mordida no italiano Chiellini, a terceira flagrada em sua carreira. O prejuízo para o Uruguai é irreparável, que perde seu melhor jogador após apostar todas as fichas em sua recuperação de contusão. 
Eu fico me perguntando, o que leva uma pessoa tomar uma atitude dessas: Suicídio profissional ou a tentativa desesperada de conseguir uma vaga num filme de terror? Algumas atitudes passam a léguas da minha compreensão.

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Confeitaria Colombo



Lembro-me que a primeira vez que passei diante da vitrine da Confeitaria Colombo, minha reação inicial foi de choque, pois era tanto luxo que eu fiquei na dúvida se não seria barrado na entrada com aquela pergunta "O que procura senhor?" e que me faz particularmente pensar: "Será que eu estou no lugar certo?.." Bom, enchi meus pulmões de ar e a cabeça de coragem e entrei, sem que  ninguém me fizesse qualquer pergunta que me deixasse constrangido. Graças a Deus o tempo passa e lugares como este que foram reduto da Belle Époque, hoje permite acesso a qualquer mortal conhecer.
Fundada em 1894 por imigrantes portugueses, a Confeitaria Colombo tornando-se um dos pontos mais significativos da cultura nacional do país, uma vez que serviu de palco para grandes recepções, banquetes e eventos com a presença de  reis e rainhas como Alberto da Bélgica e Elizabeth da Inglaterra, alem de celebridades nacionais como Chiquinha Gonzaga, Juscelino Kubitschek, Olavo Bilac, Rui Barbosa, Villa-Lobos, Lima Barreto, José do Patrocínio, Getúlio Vargas, entre outros.....
De arquitetura suntuosa em estilo Art Nouveau, com espelhos de cristais trazidos da Bélgica, mobílias esculpidas a mão, bancadas em mármore italiano e elegantes vitrais coloridos, nos remete a um passado de gloria, luxo e beleza na então capital da republica do pais. Cinco cristaleiras servem de expositores de doces e tortas na entrada da loja, além de louças do princípio do século e taças de cristal bordadas a ouro. 
A claraboia em mosaicos coloridos ilumina todo o restaurante com luz natural. São quatro andares com três amplos salões decorados. A casa conta também com um Espaço Memória, uma especie de museu e show room no segundo piso, onde expõe e comercializa alguns produtos e peças antigas. Manuel José Lebrão, um dos fundadores da confeitaria, também marcou época, pois foi ele quem criou uma frase que virou jargão e é usada ate hoje entre os comerciantes: “O freguês tem sempre razão”.  
Vale a pena visitar o lugar não só pelos doces, salgados e café, mas principalmente por ser um lugar que sobreviveu por varias gerações e se mantem inalterado. Uma visita ao Centro Histórico do Rio de Janeiro, não estará completo, sem uma passadinha na Confeitaria Colombo, localizada na estreita Rua Gonçalves Dias-32, quase esquina com a famosa Rua do Ouvidor no coração da cidade.

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Café Tortoni.


Ir a Buenos Aires e não visitar a famosa Cafeteria Tortoni, é como ir ao centro histórico do Rio de Janeiro e ignorar a Confeitaria Colombo com seus seculos de tradição e historia. Os dois lugares são pontos turísticos obrigatórios e devem ser visitados pelo menos uma vez, em viagem a cada uma das duas cidades.
O Café Tortoni é hoje um centro cultural e faz parte da historia de Buenos Aires. Inaugurado no fim de 1858 por um imigrante francês, é o café mais antigo da Argentina ainda em funcionamento e marca a sua historia por ter recebido personalidades como Carlos Gardel, Afonsina Storni, Federico García Lorca, Luigi Pirandello, entre outras celebridades. 
O Cafe mantem intacto belos vitrôs no salão, utensílios da época, moveis escuros de carvalho, mármores, porcelanas personalizadas, peças de bronze e cristal. Em salas anexas apresenta shows de tango, saraus literários e noites de jazz. O Tortoni alem de servir uma variedade de cafés, oferece um cardápio farto, como hamburguesas, tabuas de queijos, saladas, filés, bifes de chorizo, milanesas, diversos doces, sorvetes, chocolate quente e bebidas em geral. Localizado na Avenida de Maio - 825, na direção da Casa Rosada, você perceberá logo uma fila de turistas na calçada aguardando por uma mesa disponível.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Ônibus turístico de Buenos Aires

Para quem vai ficar poucos dias em Buenos Aires e tem interesse em conhecer seus pontos turísticos e não pode perder tempo com deslocamentos, pois a cidade é grande e esses locais nem sempre são perto um do outro, uma boa pedida é adquirir a tarjeta de ônibus turístico comercializada em alguns pontos da cidade.
O ônibus turístico permite conhecer todos bairros mais característicos da cidade e os passageiros podem descer em paradas diferentes ou nos pontos turísticos e voltar a tomar o próximo ônibus para continuar o passeio. Os ônibus são do tipo jardineira (com topo aberto em cima) o que permite apreciar os edifícios da cidade e obter vistas agradáveis ​​de cúpulas, torres, igrejas e do resto da paisagem urbana.
Cada ônibus tem uma pessoa que trabalha como assistente e guia que orienta os passageiros em várias paradas. Os ônibus têm um sistema de orientação através de áudio para fornecer informações à medida que se move através das diferentes atrações e bairros. O áudio dos passeios estão disponíveis em vários idiomas inclusive português. Os turistas podem descer e subir para o ônibus quantas vezes quiser em 24 pontos pertencentes a lugares turísticos.
O circuito de ônibus turístico é circular e atravessa a cidade de norte a sul, com a duração de 3 h 30 min. se  for feito sem paradas.
A freqüência entre cada um dos ônibus é de aproximadamente 20 minutos.
Em cada parada, você pode tomar o ônibus pela primeira vez e o bilhete pode ser comprado a bordo. A sede e início do roteiro é na Florida e Diagonal Norte.
A passagem de ônibus turista tem duas opções, 1 e 2 dias.
Uma passagem do dia:
- Adultos com mais de 12 anos: $ 120 pesos argentinos.
- Crianças de 4 a 12: $ 60 pesos argentinos.
- Crianças menores de 4 anos: grátis.

Passagem dois dias:
- Adultos com mais de 12 anos: pesos $ 160 pesos argentinos.
- Crianças de 4 a 12: $ 80 pesos.

Bicicletas gratuitas para turistas em Buenos Aires.

Você sabia que em Buenos Aires tem um sistema gratuito de bicicletas para passeios pela cidade? Se você estiver fazendo turismo na Cidade, agora poderá utilizar o Sistema de Transporte Público de Bicicletas para percorrê-la de uma maneira diferente. De cor diferente das nossas que aqui no sul é laranja, as de lá são chamadas de amarelinhas.


Você deve apresentar o seu passaporte original e uma cópia e também preencher alguns dados pessoais como nome do hotel onde esta hospedado, endereço e telefone. E feita uma uma foto a o usuário e entregue uma senha depois de assinar uma declaração juramentada de aceitação das condições. O serviço funciona de segunda a sexta, das 8 às 20:00 h. e aos sábados de 9 a 15:00 h. A cidade tem várias estações onde fazer o procedimento e pegar uma bicicleta.


Algumas estações estão localizadas em:

  1. - Plaza de Mayo (Rua Perú e Diagonal Sur) 
  2. - Obelisco (Av. 9 de Julio y Rua Perón)
  3. - Centro I (Rua Suipacha e Rua Viamonte)
  4. - Congreso
  5. - Plaza San Martin
  6. - Tribunales (perto Teatro Colón)
  7. - Centro II (Av. 9 de Julio y Rua Alsina)
  8. - Puerto Madero I (UCA, Av Moreau de Justo 1300)

quarta-feira, 18 de junho de 2014

AFINAL QUEM INVENTOU O TANGO, ARGENTINOS OU URUGUAIOS?

Esta é uma briga feia e que provoca discussões sempre que se visita estes dois países e arrisca-se a fazer tal pergunta. Acho que diante de tantas explicações acerbadas, tanto por parte dos uruguaios quanto pelos argentinos, cujas a simpatia não se afinam mutuamente, é mais fácil descobrir quem nasceu primeiro, se foi o ovo ou foi a galinha.
A música do tango não tem uma origem muito clara. De acordo com estudos que não dispõem de documentação, o tango descenderia da habanera (estilo musical criado em Havana-Cuba nos meados do seculo 17) e que passou a ser interpretada nos prostíbulos de Buenos Aires e Montevidéu, nas duas últimas décadas do século 19, com violino, flauta e violão, trazido pelos imigrantes portugueses e espanhóis.
Nessa época inicial era dançado por dois homens, o que justifica o fato dos rosto virados, sem se fitarem e com movimentos agressivos como se fosse um duelo corporal. 
Depois, já nos anos 1910, com o sucesso em Paris, onde sofreu importantes modificações como o uso do piano e mais qualidade técnica e melódica, foi aceito pela aristocracia platina.
O escritor argentino Jorge Luis Borges afirmou que por suas características o tango só poderia ter nascido em Montevidéu ou Buenos Aires. O bandoneon, que atualmente caracteriza o tango, chegou à região do Rio da Prata por volta do ano 1900, nas maletas de imigrantes alemães. Não existem muitas partituras da época, pois os músicos de tango não sabiam escrever a música e provavelmente interpretavam sobre a base de melodias já existentes, tanto de habaneras cubanas, polcas europeias, como milongas espanholas e o candombe uruguaio. O que obviamente nos põe a pensar se o tango não nasceu desta mistura de ritmos culturais.
O Tango mescla o drama, a paixão, a sexualidade, a agressividade e é sempre triste. Como dança é "duro", masculino, sem meneios femininos e a mulher é sempre submissa.
O Tango foi considerado um Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco em 30 de setembro de 2009 e até hoje provoca discussões sobre quem o criou.

terça-feira, 17 de junho de 2014

RECOLETA, O BAIRRO CHIC DE BUENOS AIRES.


PARIS DA AMERICA DO SUL:
Recoleta é um bairro central e super refinado de Buenos Aires, que concentra um clima pra lá de animado e um cemitério famosíssimo. Com construções requintadas e de estilo europeu a beira de ruas e avenidas largas e arborizadas, ganhou fama por sua semelhança com Paris, recebendo  o apelido de "Paris da America do Sul". Os antigos moradores, aristocratas portenhos, vindos da parte sul em fuga da peste amarela, não gastaram esforços na construção de suas moradias e palacetes com tudo o que ditava a moda na Europa,  tornando-se assim um dos mais valorizados bairros da cidade.


ORIGEM DO NOME:
Seu nome vem do Convento dos Padres Recoletos, membros da ordem franciscana que se instalaram na área no início do século 18, quando foi fundado um convento e uma igreja dedicada a Nossa Senhora do Pilar e um cemitério anexado a ele.
É neste bairro que se encontra os melhores restaurantes da cidade, lojas com produtos de marcas reconhecidas, além de vários pontos de interesses turísticos e culturais como: O Museu de Belas Artes, a Biblioteca Nacional, Universidade de Direito e o símbolo deste bairro: o cemitério da Recoleta.


MUSEU NACIONAL DE BELAS ARTES:
Possui o maior acervo do país e um dos mais importantes da América Latina. A coleção permanente abriga obras de artistas argentinos, além de obras de mestres como: Picasso, Goya, Renoir, El Greco, Rodin, Degas, Cézanne, Jack Pollock, Monet,Van Gogh e o melhor de tudo, a visitação é gratuita. O museu fica aberto de terça à sexta das 12 h 30 min. às 19 h 30 min. Sábados e domingos das 9 h 30 min. às 19 h 30 min. Ele está localizado na Avenida del Libertador 1473.



FLORALIS GENÉRICA:
Bem em frente ao museu, você encontrará a Floralis Genérica, ou flor gigante, uma escultura metálica de (aço inoxidável) de 23 metros e 18 toneladas, presenteada à cidade pelo arquiteto argentino Eduardo Catalano. Ela tem um sistema foto elétrico que faz a abertura de suas pétalas conforme o horário, igualzinho a uma flor.


De manhã suas pétalas se abrem para receber o sol e ao entardecer vão se fechando, saindo do seu interior um brilho vermelho. A Flor Gigante esta sobre um espelho d´água no Plaza Francia, espaço publico destinado ao lazer dos argentinos. Nos finais de semana há uma feira de artesanato com estilo meio hipp. e com apresentação de músicos estatuas vivas e malabaristas.


Também é interessante conhecer o Centro Cultural de Recoleta. O Centro recebe festivais de música, dança, teatro, exposições de artistas plásticos, enfim, tudo que é relacionado à cultura. Algumas vezes acontecem concertos ao entardecer e sua biblioteca fica aberta diariamente das 12 h às 19 h.



LIVRARIA CLÁSSICA Y MODERNA:
Outro lugar interessante de se visitar, na Callao 892, e que se tornou uma referência entre as demais livrarias portenhas. Especializada em literatura, artes e psicanálise, a livraria tornou-se famosa por suas apresentações teatrais pouco convencionais e por estar ligada à história de Buenos Aires, A livraria mantém uma constante programação de eventos, palestras e leituras. Seu ambiente também é composto por um café, no qual há jornais de diversos países disponíveis aos visitantes, e um pequeno palco, onde acontecem saraus e outras apresentações artísticas.


CEMITÉRIO DA RECOLETA:
Mas de todos os pontos turísticos visitados na Recoleta, não se compara a o seu cemitério de fama mundial. A arquitetura, ostentação da riqueza e a historia, são suas marcas registradas e costuradas a um passado que ainda sobrevive na lembrança dos argentinos.


A beleza de cada tumba surpreende pelos detalhes e pela disposição dos caixões nos mausoléus. O cemitério da Recoleta é uma obra de arte a céu aberto e nele repousa por toda a eternidade celebridades como Eva Perón, numa das tumbas mais visitadas desta famosa necrópole.
Até o próximo post!

domingo, 15 de junho de 2014

SAN TELMO O LADO BOEMIA DE BUENOS AIRES.

San Telmo é um dos bairros mais antigos de Buenos Aires e o que eu mais gosto de me hospedar e visitar, por sua historia beleza e aspecto boemio. No passado era habitado pela aristocracia da cidade, que mais tarde se deslocou para outros recantos, em fuga da epidemia de febre amarela, que atacou a região em 1871. Hoje se tornou um lugar mais alternativo, com moradores mais modestos, albergues e hotéis mais em conta, vizinho da área central da cidade e mesmo assim, não perdeu seu charme e  elegância.


É uma dos bairros mais bem preservadas da cidade e é caracterizado por belos casarios em estilo colonial (alguns ainda não revitalizados) e de ruas estreitas, com calçamentos de pedra que ainda remonta o século passado.


MANZANA DE LAS LUCES:
É neste bairro que fica a Manzana de Las Luces (Quarteirão das Luzes), com construções históricas onde membros da igreja e da politica defendiam a filosofia iluminista. Na quadra que compreende as ruas, Alsina, Moreno, Bolívar e Peru, existem tuneis subterrâneos que interligam igrejas e prédios públicos. É possível conhecer estes tuneis através de visitas guiadas e agendadas com antecedência. A construção é belíssima, em tijolos maciços e em seu interior existe um restaurante-café com moveis, decoração e exposição de roupas de época que faz a gente simplesmente viajar no tempo.




PLAZA DORREGO:
No centro do bairro fica o Plaza Dorrego, conhecido por seus bares, restaurantes, cafés e antiquários, onde pulsa a boemia portenha, regada a muita festa e tango. Em cada canto, você pode ser surpreendido com uma pequena galeria de arte, uma boutique de roupas e bijuterias fashion, um sebo ou um brechó que os argentinos chamam de feira americana. Você encontra de tudo!


FEIRA DE SAN TELMO:
San Telmo conserva a essência da antiga Buenos Aires, com uma atmosfera acolhedora e de muita sedução. É também o reduto de artistas e gays que se reúnem a noite para um Happy hour.
Nos finais de semanas, em particular aos domingos, acontece a Feira de San Telmo, criada desde 1970 e que atrai milhares de turistas de todas as partes do mundo ao local.


A feira é famosa pela venda de antiguidades, souvenires, pinturas, retratos, pulseiras, bebidas, lanches, artesanato, livros, e mais uma variedade de coisas que se espalham pelas ruas circunvizinhas, oferecendo de tudo um pouco. Outras atrações da feira são as apresentações de artistas de rua e orquestras de tango concedendo-a um charme todo especial. A feira acontece todos os domingos das 10 às 17 horas em Defensa 1454 .

quarta-feira, 11 de junho de 2014

La Defense.


Foi num Domingo em que o dia estava nublado, que eu e meus colegas de viagem conhecemos La Défense, um dos bairros mais modernos e contemporâneos de Paris, Construído a partir de uma arquitetura de ponta e de aspecto limpo, plano, pratico e futurista.
O moderno centro empresarial foi criado nos meados dos anos 60, fazendo uma prolongação do eixo histórico que começa no Louvre, Champs-Elysée, Arco do Triunfo e terminando com o Arco de La Defense (que possui uma vista linda da cidade).
A Grande "Arche de la Défense" é um cubo oco de 112 metros de altura coberto de mármore branco e aberto no centro, apoiado por 12 pilares de 30 metros cada, simbolizando uma janela aberta ao mundo.


O nome La Défense tem origem na importância do lugar, pois ali já havia uma estátua de bronze em homenagem aos soldados franceses que resistiram bravamente às tropas da Prússia, em meados o século XIX, mesmo perdendo a gerra no governo – que depôs Napoleão III. 
Batizada de La Défense de Paris, a estátua foi incorporada pelo bairro e faz um bonito contraste com a modernidade do lugar.
La Défense é considerado um dos projetos de urbanização mais audaciosos da Europa e que ainda hoje provoca divisões: Há os que o amam e também os que o odeiam. Atualmente, quase 200 mil pessoas trabalham no local e cerca de 20 mil moram ali mesmo. E, por mais polêmico que seja, o bairro é visitado por 8,4 milhões de turistas a cada ano.
Um diferencial dessa região de La Défense é a existência do shopping Les Quatre Temps, algo totalmente diferente das charmosas lojas de rua que são características da cidade, com exceção é claro das grandes lojas de departamentos, como a Galeria Lafayette, que também lembram muito um shopping devido a sua grandiosidade.
Se você gosta de fazer compras, esse é um excelente local! Todas as principais cadeias de lojas se encontram aqui, como a Zara, H& M, C& A, Sephora, Kippling, etc…
Como chegar em La Defense:
Deve-se peguar o metrô linha número 1 – amarela– e descer na ultima estação chamada La Defense

terça-feira, 10 de junho de 2014

HIGH LINE PARQUE EM NOVA IORQUE.


De repente eu mais uma vez, estava caminhando sozinho pelas ruas de Nova Iorque como se eu já a conhecesse a muito tempo e então  me deparei com um passeio florido, um tipo de viaduto muito interessante, transformado em jardim (suspenso) como a Promenade Plantée em Paris, conhecida como La Coulée Verte, montado sobre o trecho de uma antiga estrada de ferro desativada em 1969. Mas a que me refiro em N.Y, os americanos chamam de High Line Park.
O High Line Park é uma linha férrea elevada que foi convertido em parque no Distrito de Chelsea em Nova Iorque. Atualmente é um dos espaços públicos mais celebrados e visitados na cidade nos últimos tempos e tem se tornado uma referência mundial pela qualidade do desenho urbano e pelo sucesso como estratégia de renovação de áreas centrais degradadasEsta iniciativa realizada em N.Y, me fez pensar nas cidades brasileiras de grande fluxo e perceber que as intervenções públicas têm buscado resolver, erroneamente, muito mais as demandas do transporte privado do que o transporte público, o que trouxe como conseqüência intervenções urbanas desajeitadas e a destruição de muitos vazios urbanos antes importantes.



A reciclagem desta antiga estrada de ferro de 2,5 km em um parque urbano, estimulou o desenvolvimento imobiliário nos bairros que se encontram ao longo desta linha. O bairro é essencialmente residencial, com uma mistura de prédios, blocos de apartamentos, projetos habitacionais, moradias e empresas de varejo refletindo a diversidade étnica e social da população local.


Chelsea tornou-se um centro do mundo da arte de Nova York, com muitas galerias de arte localizadas em armazéns que também foram revitalizados. Chelsea se estende da 15 th Street a 34 th Street (mais ou menos) entre o Rio Hudson e a Sexta Avenida. Foi neste bairro, que celebrei a passagem do Ano Novo, numa de suas tantas boates gays espalhadas pelo bairro. 

sexta-feira, 6 de junho de 2014

O QUE VER NO SUL DE MANHATTAN?

Respondendo a pergunta acima: Muita coisa, uma vez que a cidade de Nova Iorque é uma metrópole com variedade de estilos arquitetônicos, culturais e porque não dizer climáticos.
É impressionante, mas visitando a parte sul da ilha, você vai encontrar um clima bem diferente do que você costuma encontrar no time Square por exemplo.


Lower Manhattan (em português: Baixa Manhattan) se refere a parte inferior da ilha de Manhattan onde está localizado o centro financeiro da cidade de Nova York. Além dos pontos de interesse relacionados ao centro financeiro, há também outros pontos para serem visitados como igrejas, capelas e pontos históricos que fazem deste distrito uma mistura entre o passado, presente e o futuro.


St Paul’s Chapel por exemplo, é a igreja mais antiga de Manhattan datada de 1766. Esta igreja sobreviveu a diversos eventos trágicos como o Grande Incêndio de 1776 em Nova York e também aos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. Em frente à entrada da capela está o “Sino da Esperança” que foi um presente dado pelo Prefeito de Londres para a cidade de Nova York em 11 de setembro de 2002 em homenagem aos ataques do ano anterior.


World Trade Center:
É nesta parte sul da ilha, que ficava o WTC- (World Trade Center) que mobilizou o mundo em 2001 diante de um ataque terrorista.  Ao andar pelas ruas próximas às antigas Torres Gêmeas, em Nova York (EUA), fica impossível não relembrar daquelas imagens desesperadoras do dia 11 de setembro, que invadiu o mundo através da TV. Estar ali, chega a dar um arrepio de saber que um dos momentos mais trágicos da história, aconteceu naquele local. 



Memorial Nacional:
O Memorial Nacional 11 de Setembro, foi construído no lugar do World Trade Center que era um complexo comercial que tinha sete prédios, uma grande praça e um shopping center subterrâneo. No núcleo deste complexo estavam as famosas Torres Gêmeas com mais de 400 metros de altura e eram os edifícios mais altos de Nova York.


Trinity Church:
Outro exemplo da arquitetura belíssima é a Trinity Church, uma igreja anglicana localizada em Lower Manhattan, no cruzamento da Wall Street com a Broadway. A primeira Trinity Church era uma estrutura retangular modesta construída em 1698. Após o Grande Incêndio de 1776 em Nova York, esta igreja foi completamente destruída e sua estrutura atual data da sua reconstrução em 1846.


Uma curiosidade. Na frente da igreja tem uma árvore que foi arrancada do chão com raiz e tudo no desastre do 11 de setembro.

A Bolsa de Valores de New York Stock Exchange (NYSE) ou Bolsa de Valores de Nova York é considerada uma das maiores instituições financeiras de Nova York e uma das bolsas de valores mais influentes do mundo.


O Bowling Green Bull:
Ou Wall Street Bull é uma escultura de um búfalo que pesa 3.200 Kg que se localiza na praça Bowling Green. Além de ser uma atração turística, o búfalo também é um símbolo de Nova York e do centro financeiro por representar o otimismo e a agressividade. Há até formação de fila para uma foto ao seu lado e, de acordo com as pessoas, você precisa esfregar o nariz, os chifres e os testículos do búfalo para dar sorte.

Você também pode gostar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...